sexta-feira, 29 de agosto de 2014

Maré negra invade centro comercial Vasco da Gama

Os desacatos provocados no centro Vasco da Gama (dos quais quatro polícias ficaram feridos e levou à detenção de quatro jovens), dia 20 de Agosto de 2014 por um grupo de pretos, é apenas mais uma "vantagem" do multiculturalismo e da invasão imigrante. O meet, promovido nas redes sociais, juntou cerca de 600jovens vindos dos bairros sociais nos arredores de Lisboa, dos quais cerca de 150 entraram no centro comercial a onde espalharam a confusão.
     Nós os nacionalistas portugueses, com especial destaque para o PNR, temos alertado já desde há bastante tempo para as consequências da invasão imigrante, do multiculturalismo, da impunidade dos criminosos e da falta de protecção das nossas forças de segurança.
    Os resultados desta política criminosa seguida nas últimas décadas pelos diversos governos está à vista: aumento da criminalidade e da insegurança, incremento dos conflitos étnicos e sociais, aumento do desprego e precariedade, falta de meio das forças de segurança para manterem a ordem, destruição da identidade nacional etc.
      Como já afirmei várias vezes, Portugal tem vindo a transformar-se em muitos aspectos num "Brasil da Europa", e a importação desse tipo de "meets" é disso um exemplo. São os conhecidos "rolezinhos", a onde os jovens vindos das favelas das grandes cidades brasileiras se juntam nos shoppings nos centros das cidades, com o objectivo de conviver, mas que na prática acabam sempre por espalhar o caos e a desordem nesses centros comerciais.
    O mais triste nessa história toda é ver alguns idiotas como João Torres (líder da Juventude Socialista) e um grupo de dementes agrupados numa associação que se intitula "SOS racismo" condenar a acção das forças policiais, ao mesmo tempo que protegem e amparam os criminosos e marginais que provocam esse tipo de desacatos.
   No mais, apenas posso partilhar a minha solidariedade para com as nossas forças de segurança.

Sem comentários:

Enviar um comentário